História da Congregação

A fundação da Congregação das Irmãs da Divina Providência – no dia 03 de novembro de 1842 – foi uma resposta de fé a uma concreta necessidade do tempo. Padre Eduardo Michelis, jovem sacerdote, sentiu-se tocado pela miséria social e pelo abandono físico e espiritual em que se encontravam muitas crianças dos arredores mais pobres da cidade de Münster, na Alemanha. Movido por sua fé na Divina Providência, reconheceu neste desafio dos tempos um apelo de Deus e sentiu despertar em si mesmo a força do amor cristão.

Na busca por alguma possibilidade de ajuda concreta, chegou à decisão de fundar uma nova Congregação Religiosa que pudesse proporcionar às crianças um lar e uma boa educação. Encontrou algumas jovens mulheres que se sentiam vocacionadas à Vida Religiosa e dispostas a investirem o seu trabalho a favor do bem-estar das crianças. Elas assumiram a responsabilidade pelas crianças pobres do Orfanato St. Mauritz, em Münster.

E assim, começou a Congregação das Irmãs da Divina Providência.

Depois desta inspiração fundacional de cuidar de crianças pobres, desenvolveram-se, com o passar do tempo, atividades missionárias, pedagógicas, pastorais, caritativas e sociais, em Jardins de Infância, Colégios, Escolas de Economia Doméstica, Paróquias, Hospitais e Asilos de crianças e idosos.

A partir da Alemanha, a Congregação formou-se em vários outros pontos do mundo:

– 1876 – chegam as primeiras Irmãs à Holanda.
– 1895 – partem as primeiras Irmãs para o Brasil, onde hoje vivem aproximadamente 711 Irmãs, em cinco Províncias e duas Regiões. Em tempos atuais, as Irmãs transpuseram as fronteiras do Brasil e fundaram comunidades na Bolívia, no Paraguai e em Moçambique, na África Central.
– 1934 – a Província da Holanda envia as primeiras Irmãs para a Indonésia.
– 1955 – de igual forma partem Irmãs da Holanda para Aruba, pequena Ilha nas Antilhas.
– 1960 – iniciam as Irmãs a missão em Malawi, na África Central. Nesta Região encontram-se hoje, a serviço, Irmãs malawianas, alemãs, holandesas e brasileiras.
– 2000 – a Província brasileira de Porto Alegre envia duas Irmãs para o Timor Loro Sae.

A velha casa de cinco cômodos, em precário estado de conservação, que compreendia ainda uma extensa horta e um cafezal, foi adaptada e arrumada inicialmente para acolher as primeiras Irmãs enfermeiras, aqui chegadas à 25 de maio de 1897, para assumirem o Hospital de Caridade.